O Que Meu Conteúdo Expressa Aos Leitores? Há 6 tipos de linguagens!

Qualquer tipo de texto deve expressar o objetivo do criador/autor. Que mensagem você deseja passar? Aprenda alguns recursos que pode usar!

Diariamente, lemos vários tipos de conteúdos (consequentemente linguagens)  percebendo assim como são as pessoas e o que nos expressam. Claro que  não conseguimos fazer um raio-x completo, inteiro dessa pessoa só pelo que escreve, mas podemos conhecê-la um pouco mais.

Além de conhecer o criador/autor do conteúdo podemos notar quão bem ou mal é a sua escrita e o objetivo que quer alcançar mediante tudo que escreve. Podemos perceber, inclusive, se tal pessoa domina o conteúdo, se há aprofundamento das ideias ou se não possui o mínimo de relevância. 

Alguns dos conteúdos que lemos todos os dias nos motiva, nos emociona, nos instrui acerca de um assunto, outros nos enobrece e, ainda outros, nos deixa super pra baixo. 

Enfim, cada um tenta expressar de alguma maneira aquilo que quer, o conhecimento que possui e como enxerga o mundo ao seu redor (como pensa). O que será que seu conteúdo está expressando? 

"Porque como ele pensa consigo mesmo, assim é..."
Provérbios 23:7a

Lembre-se: aquilo que escrevemos representa aquilo que pensamos, aquilo que adquirimos de conhecimento, e naturalmente aquilo que somos (nossas crenças). Então, cuide de seus pensamentos e tente colocá-lo de forma brilhante, atraente e motivador para quem irá ler o seu conteúdo. 

Hoje quero mostrar 6 linguagens que expressamos aos nossos leitores. Eles são conhecidos como tipos ou funções da linguagem. E isso é bem interessante porque podemos refletir essas linguagens em nossos textos de maneira, inclusive, imperceptíveis.

Linguagem 1 : Emotiva Ou Expressiva

Expressa no texto a própria pessoa, aquilo que ela escreve revela suas opiniões, sua vida, seus acontecimentos cotidianos, relatos pessoais, confidências. Você nota porque há predominância do "eu", da subjetividade e demais características do autor. 

Linguagem 2 : Referencial Ou Denotativa

Expressa objetividade, clareza e impessoalidade. Está centrada no contexto, no referente inserido no texto, na realidade, na informação, busca de dados. Percebemos esse tipo de linguagem em textos jornalísticos, artigos científicos, teses. 

Linguagem 3 : Poética

Expressa sonoridade, musicalidade, arranjo das palavras dentro da mensagem, o qual, concentra-se em mais como dizer do que o que dizer. Causa impacto visual e a percebemos na poesia, nos provérbios, trocadilhos, músicas, trava-línguas.

Linguagem 4 : Metalinguística

Expressa o próprio código, ela mesmo se auto explica ou fala de si própria. Vemos esse tipo de linguagem nas gramáticas, nos dicionários, tutoriais, num poema que fala sobre poema.

Linguagem 5 : Apelativa

Expressa persuasão, influência, convencimento na mensagem tanto verbal como não-verbal dando total ênfase no leitor para atraí-lo diretamente ou indiretamente. Podemos vê-la no marketing de conteúdo, no discurso político, palestras, vendas.

Linguagem 6 : Fática

Expressa a eficácia da comunicação interagindo no texto com o leitor. Ela estabelece, interrompe ou prolonga a comunicação. Seu foco principal é o contato do autor com o leitor. Aparece nos comprimentos como: Olá como vai? É a linguagem das falas telefônicas, saudações e similares. 

Agora só nos resta analisarmos que tipo de linguagem estamos expressando aos nossos leitores. E, qual desses queremos expressar nas diferentes situações, momentos de nossa vida e objetivos de nossa mensagem ao mundo. 

Antes de escrever qualquer conteúdo, pergunte-se: Qual o seu objetivo?

Se gostou, deixe seu comentário! 

Comentários